O polêmico - Jota Luiz – POLÍTICA / ESPORTES / SAÚDE / POLÍCIA e VARIEDADES

Ricardo Murad denuncia matança em UTI de hospital do estado.

Ricardo Murad
Ricardo Murad

Na noite de sábado, o ex-secretário de Saúde do Estado, Ricardo Murad, publicou mais uma grave e séria denúncia sobre os descasos na rede estadual de saúde.

Desta vez, a falta de gestão no Hospital Macrorregional de Coroatá levou a óbito 3 crianças e 2 adultos na UTI da unidade em uma fatalidade ocorrida no dia 18 de março.

Em sua página na rede social, Ricardo Murad explica que a falta de energia provocou danos nos equipamentos de informática que gerenciam a usina de gazes.

Ele explica que nesse momento, o protocolo de emergência deveria ser acionado, mas como o gerador não entrou no automático e também não havia eletricista de plantão, faltou oxigênio na UTI do Hospital.

Segundo ele, nesses casos usa-se os cilindros de oxigênio, só que estavam sendo substituídos e ainda não haviam chegado no hospital por causa do contingenciamento de gastos. Ricardo Murad disse ainda que nessas situações excepcionais, existem dentro das UTI’s cilindros menores para serem utilizados, o que não foi o caso.

“No Macrorregional de Coroatá tem 20 cilindros pequenos que supririam pelo tempo necessário até o restabelecimento do fornecimento de oxigênio pela usina, evitando que os pacientes viessem a óbitos, porém, estes procedimentos emergenciais não foram tomados. Na verdade, assassinaram as crianças e os adultos que estavam sob a guarda e responsabilidade do Estado”, disse o ex-secretário.

Ainda na sua página, Ricardo Murad criticou a gestão da equipe de Flávio Dino e considerou o trabalho do atual governo um verdadeiro desmonte na saúde pública do Maranhão e que reflete imediatamente nas áreas estratégicas, especialmente na manutenção dos serviços essenciais.

“Neste ponto, não temos como negar que gerenciar uma unidade de média complexidade e Unidades de Tratamento Intensivos exige conhecimento, competência, funcionários especializados e, principalmente, comprometidos”.

Na avaliação de Murad, os órgãos no governo Flávio Dino trabalham para o fortalecimento e aparelhamento do seu PCdoB.

“A redução do custeio, as demissões dos profissionais habilitados e a direção entregue a cabos eleitorais sem nenhum preparo só poderia dar nisso. Esse governador despreparado e criminoso, não tem idéia do que fizemos nesses cinco anos em que estivemos à frente da SES. Ativamos 246 novos leitos de UTI, modernizamos e equipamos os 66 que existiam e hoje a rede conta com  312 leitos próprios ativos, permanentemente ocupados com pacientes que dependem deles para sobreviver”,
escreveu Murad.

Do blog do Luis Cardoso 

Categoria: Jota Luiz