O polêmico - Jota Luiz – POLÍTICA / ESPORTES / SAÚDE / POLÍCIA e VARIEDADES

Sabe daquele ‘ALEIJADO’ inofensivo que ficava na porta do banco do Brasil em Pedreiras…

Do Blog do Carlinhos


Foi preso, ontem, em pleno feriado, acusado de inserir chupa-cabra em caixa eletrônico do banco
Nilton Santos de Melo 
O deficiente físico Nilton Santos de Melo que tinha o costume de ficar posicionado em sua cadeira de roda na porta de entrada da agência do Banco do Brasil de Pedreiras foi preso na tarde desta quinta-feira (4), acusado de roubo qualificado. O cadeirante, com ajuda de um comparsa, tinha colocado um dispositivo, apelidado na gíria policial de “chupa – cabra” em um dos terminais de autoatendimento da agência. Veja as informações enviada ao Blog.
“Oh, cena triste, ainda bem que não vi, pessoalmente, senão chorava!!”
No inicio da tarde desta quinta-feira, por volta das 14 horas, a 14ª Delegacia Regional foi acionada pelo gerente do Banco do Brasil, que noticiava que dois indivíduos estavam furtando envelopes que clientes inseriam em caixa eletrônico para deposito. Imediatamente, policiais civis atenderam a ocorrência, com apoio da Força Tática e investigadores, além do delegado, que compareceram ao local.
No interior da agência, a Força Tática já estava com Nilton Santos de Melo, detido, sendo que seu comparsa, Janílson de Oliveira, havia se evadido antes da chegada dos policiais, porém, ele foi preso logo depois, no Bairro do Matadouro;  os acusados confessaram a prática delitiva e ambos responderão por furto qualificado.

Continua…

“Ressaltamos que já há um inquérito instaurado no Primeiro Distrito Policial de Pedreiras para apurar os furtos, pois a dupla já agiu outras vezes, tudo flagrado pelas câmeras de segurança”, informou um policial ao Blog.
Participaram da prisão:
Delegado Rafael Almeida, equipe de investigadores da 14ª Delegacia Regional, equipe da Força Tática, coordenada pelo Tenente Euclides.
O cadeirante Nilton Santos de Melo é bem conhecido em Pedreiras; passa o dia e, as vezes, à noite, agora até nos feriados, (ontem, dia da prisão dele, era feriado de Corpus Christie)  próximo a agência do Banco do Brasil de Pedreiras. Agora entendemos o porquê ele não se afastava da agência. O titular do Blog costumava doar uma cédula de R$ 2 reais para o canderante sempre que precisava ir a agência. O major Maurício, comandante do 19º e a promotora de Justiça, Dra. Sandra Pontes também já foram flagrados doando dinheiro ao cadeirante preso ontem, em um gesto normal de caridade a um pedinte. A notícia da prisão do cadeirante surpreendeu a população local, como informado, ele é bem conhecido como um pedinte inofensivo.
Janílson de Oliveira
técnico retirando o “chupa – cabra”

__________________

Não sei por que, mas lembrei-me do prefeito Fred Maia: “Quem tem pena do miserável vai ficar ….”, deixa para lá. Ah, uma vez testemunhei o prefeito Fred Maia sendo abordado por um pedinte; ele desembolsou duas cédulas de R$ 2 reais e entregou a ele. O pedinte foi reclamar para um colega próximo. “Isso é dinheiro para um prefeito dá de esmola!!!”. Fred Maia ouviu, não gostou, correu até o pedinte, tomou dinheiro de volta das mãos do mesmo. “Ah!! Tá achando pouco?!! Pois vai trabalhar, vagabundo”, respondeu o prefeito de Trizidela do Vale, em seu jeito carinhoso de ser que está conquistando todo Estado do Maranhão.
Categoria: Jota Luiz