O polêmico - Jota Luiz – POLÍTICA / ESPORTES / SAÚDE / POLÍCIA e VARIEDADES

Operação Mercedes: carro de luxo com documentação falsificada é apreendido em Bacabal

Veículo apreendido em Bacabal

Veículo apreendido em Bacabal
A Polícia Civil apreendeu neste final de semana o último veículo envolvido no esquema de venda de carros de luxo em Teresina. O carro, modelo Mercedes Benz A250, avaliado em R$ 200 mil reais, foi apreendido em Bacabal, MA. O carro era procurado pela polícia por ser de propriedade de Roberto Albert Lima de Carvalho, chefe do esquema, preso na última quarta-feira (23), no Ceará.
A Operação Mercedes foi deflagrada há duas semanas e já prendeu cinco pessoas e quinze veículos envolvidos no esquema foram recuperados. Os carros eram vendidos com documentação falsificada e com um preço bem abaixo do mercado, cerca de R$ 30 a 60 mil reais.
Na última quarta- feira (22), a Polícia Civil cumpriu mais um mandado de busca de um veículo, modelo Mercedez Benz C180, vendido pela quadrilha de estelionatários. O veículo avaliado em cerca de R$ 130 mil reais foi entregue na sede da Secretaria de Segurança Pública.
Operação Mercedes
No dia 15 de setembro, a Polícia Civil desarticulou uma quadrilha de estelionatários especializada na compra de carros de luxo com documentos falsificados. Os integrantes compravam os veículos e não quitavam as dívidas, os carros eram vendidos por preços abaixo do mercado.
O prejuízo causado pela quadrilha é de cerca de R$ 2 milhões de reais à concessionárias de Teresina. No primeiro dia de operação foram presos Janayna Antônia de Macedo Carvalho, Kallyandro Araújo Silva, vulgo Kaka, e Augusto César Melo Machado. O  quarto envolvido, identificado como Roberto Lima de Carvalho, continua foragido.
MAIS

Cantor Léo Cachorrão diz que foi vítima de estelionatários

O Cantor Leonardo Lima, mais conhecido por Léo Cachorrão, foi à delegacia registrar um Boletim de Ocorrência e prestar depoimento para esclarecer como adquiriu o carro que estava em sua residência, uma Mercedes A200.
O forrozeiro afirmou em nota publicada nas redes sociais que comprou o ágio do veículo e assumiu o restante das prestações, e que não sabia que o carro tinha sido comprado ilegalmente. “O veículo em questão foi adquirido por mim de boa fé. Fiquei sabendo pela polícia que o veículo em questão teria sido adquirido irregularmente por uma quadrilha de estelionatários que atuava em Teresina e que eu era mais uma das vítimas”, disse em nota.
Na operação realizada ontem onze carros foram apreendidos e três pessoas foram presas acusadas de vender veículos de luxo irregularmente e com preços abaixo do mercado. O quarto integrante da quadrilha, identificado como Roberto Lima de Carvalho, continua foragido. Segundo a Polícia, eles facilitavam as vendas e recebiam R$ 2 mil por cada veículo repassado para o líder da quadrilha.
O grupo agia na falsificação de documentos e contracheques para comprar os veículos nas revendedoras e comercializá-los na capital. Pessoas próximas ao grupo eram usadas para terem seus nomes vinculados ao crime, além do nome de pessoas falecidas também serem utilizados com autorização para prática. [ Com informações do Portal O DIA]
20150915051106-114423195271442413471
201509151227321442346427
Suspeitos de chefiar a quadrilha

Suspeitos de chefiar a quadrilha
Categoria: Jota Luiz