O polêmico - Jota Luiz – POLÍTICA / ESPORTES / SAÚDE / POLÍCIA e VARIEDADES

TSE defere registro de candidatura de Ricardo Murad, sendo assim Juscelino Filho deve perder o mandato para Wolmer Araújo (PV), que acabou como primeiro suplente

Depois de conseguir um efeito suspensivo no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (reveja), o ex-deputado Ricardo Murad (MDB) obteve nova vitória no processo em que luta contra sua inelegibilidade.

Na semana passada, o ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deu provimento a um recurso protocolado pela defesa do emedebista e deferiu seu registro de candidatura.

Com isso, passam a ser válidos os 23.320 votos de Murad, até o julgamento do mérito, em plenário. Baixe aqui a decisão.

O ex-parlamentar estava inelegível até 2020 desde uma decisão desfavorável tomada pela Justiça Eleitoral em Coroatá, referente às eleições de 2012 – decisão depois confirmada pelo TRE (relembre).

Quem fica de olho na situação, agora, é Wolmer Araújo (PV), que acabou como primeiro suplente, e alimenta a possibilidade de assumir o mandato após a recontagem de votos. Nesse caso, perderia a vaga Juscelino Filho (DEM), mas isso ainda não é uma certeza.

Do Gilberto Léda

Categoria: Blog