O polêmico - Jota Luiz – POLÍTICA / ESPORTES / SAÚDE / POLÍCIA e VARIEDADES

Morte de Décio Sá completa nove anos

A morte do jornalista e blogueiro, Aldenísio Décio Leite de Sá, o Décio Sá, completou nove anos em 2021. O assassinato do comunicador teve repercussão nacional e foi motivado por denúncias de casos de agiotagem no Maranhão, feitas por ele em seu blog que, à época, era um dos mais acessados do Estado.

Sá foi morto com seis tiros de pistola ponto 40 – de uso das Forças Armadas – na noite do dia 23 de abril de 2012, em um bar na avenida Litorânea, orla da capital maranhense.

As investigações apontaram que os envolvidos na execução faziam parte de uma quadrilha de agiotas, que emprestava dinheiro para financiar campanhas de candidatos a prefeito que pagavam a dívida com dinheiro público quando venciam as eleições.

A morte do jornalista levou às investigações da Polícia Civil do Maranhão e da Polícia Federal, que encontraram ligação de pelo menos 41 prefeituras maranhenses, no período de 2009 a 2012, com cerca de R$ 100 milhões de recursos estaduais e federais desviados.

Apenas duas pessoas foram julgadas e condenadas pelo crime, enquanto os demais envolvidos ainda não sentaram no banco dos réus.

Entre os já condenados, estão o assassino confesso do jornalista, Jhonatan de Souza Silva e Marcos Bruno de Oliveira, responsável por dar fuga ao assassino em uma motocicleta logo após do homicídio, que ocorreu na Avenida Litorânea em 2012.

Os outros nove envolvidos no caso aguardam o julgamento em liberdade. Dentre eles, estão Gláucio Alencar e o pai dele, José de Alencar Miranda que são apontados pelo inquérito da Polícia Civil seriam os mandantes do crime. Além deles, ainda não foram julgados José Raimundo Sales Chaves Júnior, o ‘Júnior Bolinha’; Fábio Aurélio do Lago e Silva, o ‘Bochecha’; o capitão da Polícia Militar do Maranhão, Fábio Aurélio Saraiva Silva, ‘Fábio Capita’, Welquer Farias Velosos e outros policiais civis que não tiveram o nome divulgado.

Categoria: Blog

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*