O polêmico - Jota Luiz – POLÍTICA / ESPORTES / SAÚDE / POLÍCIA e VARIEDADES

Lupi descarta apoio ao PT na Bahia e inviabiliza aliança dos partidos no Maranhão

FacebookTwitter

Em detrimento do PT, Lupi diz que negocia vice ou Senado para fechar acordo com ACM Neto na Bahia

Em detrimento do PT, Lupi diz que negocia vice ou Senado para fechar acordo com ACM Neto na Bahia

O PDT pode ter dado adeus a uma aliança com o PT no Maranhão. É que o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, fechou as portas para a sigla do ex-presidente Lula no maior estado do nordeste. O que configura grande erro político visto que a legenda quer o apoio petista no estado onde tenta viabilizar o nome do senador Weverton Rocha ao Palácio dos Leões.

Segundo publicação do jornalista Guilherme Amado, colunista do Metropoles, o chefão nacional do PDT afirmou que as negociações para apoiar a candidatura ao governo da Bahia de ACM Neto, do DEM, dependem só de decidir se o partido ficará com a vaga de vice-governador ou se indicará o senador na chapa encabeçada por Neto.

Lupi afirmou que o favorito para ocupar a vice ou a vaga de senador é o deputado federal Félix Mendonça Junior, que preside o PDT local.

“A negociação está bem avançada. Não posso dizer que está selada porque você sabe como é a política…”, disse Lupi. O presidente do PDT disse que as conversas caminham para que Ciro Gomes declare apoio a ACM Neto na Bahia, enquanto o presidente do DEM declararia voto no pedetista na disputa pela Presidência, ”, ressaltou Lupi.

ACM Neto vem buscando apoios que possam lhe garantir votos contra a máquina petista na Bahia. O ex-prefeito de Salvador sabe que não pode se aliar ao bolsonarismo em função da forte rejeição ao presidente no estado. Pelo lado do PT, o senador Jaques Wagner deve sair candidato à sucessão do correligionário Rui Costa.

– Lupi projeta palanque para Ciro no MA

As articulações para a campanha de Ciro Gomes (PDT) à eleição no ano que vem estão a todo vapor.  Pesquisa XP Ipespe divulgada nesta terça mostrou o pedetista em terceiro lugar, com 10% das intenções…

Durante reunião da executiva nacional do PDT nesta terça, o chefão do partido, Carlos Lupi, disse que estão sendo construídos “palanques muito fortes” pelo Brasil. A ideia do PDT é lançar a maior quantidade de candidatos nos estados para garantir uma plataforma para Ciro concorrer no ano que vem.

Lupi contou ao Radar, da VEJA, que neste momento o partido já articulou ao menos nove palanques. Outros “cinco ou seis”, segundo ele, estariam ainda em negociação.

Os mais certos são três: Rio de Janeiro, Maranhão e Rio Grande do Norte. No Rio, o PDT deve concorrer com Rodrigo Neves, que é ex-prefeito de Niterói. No Maranhão, o escolhido foi o senador Weverton Rocha. No Rio Grande do Norte, quem deverá disputar é o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo.

Categoria: Blog