O polêmico - Jota Luiz – POLÍTICA / ESPORTES / SAÚDE / POLÍCIA e VARIEDADES

Prefeitos do MA serão ouvidos no Senado sobre esquema de pastores no MEC

Prefeitos do Maranhão serão ouvidos pela Comissão de Educação no Senado sobre o esquema de pastores no Ministério da Educação (MEC).

A sessão será realizada nesta terça-feira e deve ouvir cinco gestores municipais, inclusive os maranhenses, que relataram à imprensa pedidos de propina por pastores para facilitar o acesso a recursos do MEC.

Os prefeitos foram convidados para participar da sessão uma vez que os senadores não têm o poder de convocar os chefes do Executivo municipal a menos que haja uma CPI. A sessão está prevista para as 9h.

Na semana passada, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, foi exonerado do cargo após denúncias a respeito da atuação de pastores como lobistas no MEC. De acordo com as acusações, Gilmar Santos e Arilton Moura atuavam para facilitar o acesso de prefeitos a recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) mediante pagamento de propina.

Inicialmente, nove prefeitos foram convidados para detalhar as denúncias aos senadores, mas apenas cinco confirmaram presença: Kelton Pinheiro, prefeito de Bonfinópolis (GO); José Manoel de Souza, prefeito de Boa Esperança do Sul (SP); Gilberto Braga, prefeito de Luís Domingues (MA); José Manoel de Souza, prefeito de Boa Esperança Do Sul (SP); e Helder Aragão, prefeito de Anajatuba (MA).

Os prefeitos Júnior Garimpeiro, de Centro Novo (MA); Marlene Miranda, Bom Lugar (MA); Nilson Caffer, Guarani D’oeste (SP); e Reinaldo Vilela Paranaíba Filho, de Três Corações (MG), não responderam se aceitam ou não esclarecer os fatos na Comissão do Senado.

Do jornal O Globo

Categoria: Blog