O polêmico - Jota Luiz – POLÍTICA / ESPORTES / SAÚDE / POLÍCIA e VARIEDADES

Bomba, bomba e bomba: Ex-prefeito de Santa Filomena do Maranhão Salomão Barbosa, ficha suja, manda rasurar carimbo para se safar de condenação

O Tribunal de Contas da União verificou que uma das contas do ex-prefeito de Santa Filomena do Maranhão, Salomão Barbosa, nunca chegou a ser julgada pela câmara de vereadores do município.

A partir daí, o Ministério Público, através de ofício, solicitou informações, o que induziu os vereadores a apreciarem a matéria. Pois bem, nesta segunda-feira (23) os vereadores colocaram em pauta e desaprovaram as contas do ficha suja Salomão Barbosa.

O que comenta na cidade é que os direitos políticos do ex-prefeito, agora ficha suja, está cassado de forma justa.

Como se não bastasse, ainda surgiu do nada um decreto com carimbo que apresenta rasura na data. Esse decreto tinha como objetivo livrar a pele de Salomão Barbosa, que agora poderá responder por crime de falsificação de documento público.

ATUALIZAÇÃO! Maranhão já tem 8 casos de novo coronavírus

O Maranhão registrou mais seis casos de infecção por novo coronavírus nesta segunda-feira (23).

Com isso, subiu para 8 o número total de pessoas oficialmente infectadas.

A informação foi confirmada há pouco pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, em sua conta no Twitter.

A contagem, agora, deve aumentar, uma vez que os exames RT-PCR – também chamados testes moleculares -, começaram a ser realizados no Laboratório Central (Lacen) de São Luís.

Jornalista Marcelo Magno é diagnosticado com coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) confirmou três casos de coronavírus em Teresina.

Marcelo Magno — Foto: Foto: Divulgação

Marcelo Magno — Foto: Foto: Divulgação

O jornalista Marcelo Magno foi diagnosticado com o novo coronavírus. Na tarde desta quinta-feira (19), a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) confirmou três casos de coronavírus em Teresina.

Marcelo continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da capital. De acordo com o boletim médico desta quinta-feira (19), o apresentador da TV Clube teve uma melhora durante as últimas 24 horas e seu quadro é considerado grave, porém estável.

Marcelo Magno foi internado na UTI nessa quarta-feira (18), após ter seu quadro agravado por causa do cansaço. O jornalista precisou ser intubado para, segundo os médicos, que o tratamento surtisse efeito mais rapidamente.

O boletim informa ainda que houve coleta de amostra respiratória com resultado negativo para influenza e demais vírus do painel viral geral. O resultado do teste para Covid-19 saiu nesta quinta-feira.

Prevenção, contágio e sintomas

Coronavírus: como lavar as mãos da forma ideal?

Coronavírus: como lavar as mãos da forma ideal?

Lavar as mãos de forma correta, uso de álcool em gel, máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.

É importante também ficar atendo quanto às formas de transmissão do vírus e os sintomas. O infográfico abaixo ilustra algumas dessas situações:

Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença — Foto: Infografia/G1

Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença — Foto: Infografia/G1

Por G1 PI

Últimas notícias de coronavírus de 19 de março

Pela primeira vez desde o início do surto, China anunciou que não registrou qualquer novo caso de transmissão local do novo coronavírus. Austrália e da Nova Zelândia suspenderam a entrada de pessoas não residentes no país.

Pela primeira vez desde o início do surto, a China anunciou nesta quinta-feira (19) que não registrou qualquer novo caso de transmissão local do novo coronavírus (Sars-Cov-2) , mas teve 34 novos casos de infectados que vieram do exterior.

Também nesta quinta, os governos da Austrália e da Nova Zelândia anunciaram a suspensão da entrada de pessoas não residentes no país, para reforçar as medidas destinadas a conter a propagação da pandemia de Covid-19.

Até o momento, os países não determinaram o fechamento das escolas nem adotaram medidas de confinamento. A Austrália registra 642 casos confirmados do novo coronavírus e a Nova Zelândia, 28.

Destaques desta quinta:

  • A China não registrou qualquer novo caso de transmissão local do novo coronavírus
  • Austrália e da Nova Zelândia suspendem a entrada de pessoas não residentes no país
  • México e a Rússia registraram as primeiras mortes relacionadas ao coronavírus
  • Portugal declarou estado de emergência

O México e a Rússia registraram as primeiras mortes relacionadas ao coronavírus. A vítima mexicana sofria de diabetes e apresentou os primeiros sintomas da doença em 9 de março, de acordo com o Ministério da Saúde do país, que registra mais de 90 casos de Covid-19.

Já a vítima russa era uma 79 anos que estava hospitalizada desde 13 de março. Ela também sofria de doenças com hipertensão, diabete e arteriosclerose. A Rússia, que implantou restrições na entrada de estrangeiros, tem 147 casos da doença.

Estado de emergência

Portugal declarou estado de emergência. A situação se agravou no país nos últimos dias e medidas restritivas para tentar conter o avanço do coronavírus no país devem ser aprovadas nas próximas horas. Até o momento, foram confirmados 642 casos de infecção e duas mortes.

O francês Michel Barnier, negociador-chefe da União Europeia para o Brexit e relações com o Reino Unido, anunciou, via Twitter, que está infectado com o novo coronavírus. Em vídeo, disse estar bem e confinado em casa após ser diagnosticado com Covid-19.

Do G1

Estado de SP tem o primeiro caso de morte provocada pelo coronavírus

O estado de São Paulo registrou o primeiro caso de morte de uma vítima por coronavírus. A informação foi divulgada pelo governo estadual na manhã desta terça-feira (17). Não há informações se a vítima mora na capital paulista e qual o sexo. Ainda não há detalhes se a vítima viajou ao exterior ou se teve contato com alguém contaminado no Brasil. Esse também foi o primeiro óbito registrado no Brasil.

De acordo com a Secretária Estadual de Saúde, o estado de São Paulo tem 152 casos confirmados da doença até esta segunda-feira, com mais 1.777 casos suspeitos de coronavírus. Em todo o Brasil são 234 casos confirmados, de acordo com o boletim do Ministério da Saúde desta segunda-feira.

O Governo de São Paulo avalia que o surto de coronavírus deve durar “de quatro a cinco meses”. No entanto, as medidas restritivas adotadas pela administração estadual, como a suspensão das aulas e a restrição de eventos, não devem ser aplicadas durante todo este período.

Reavaliação de testes laboratoriais

Ainda nesta segunda, o governo estadual disse que “vai avaliar” a nova recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que todos os casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) sejam submetidos a exames laboratoriais. A afirmação foi feita pelo secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann.

Na sexta-feira (13) o governo de São Paulo havia anunciado que somente pacientes internados seriam submetidos ao teste laboratorial na rede pública e que o diagnóstico clínico seria adotado para outros casos suspeitos.

Guia de isolamento domiciliar por causa do novo coronavírus — Foto: Arte/G1

Após chuvas em Açailândia, BR-222 se abre e está interditada

O aterro da rodovia foi rompido deixando um buraco de 80 a 100 metros de extensão com cinco metros de altura.

Por conta das fortes chuvas registradas no interior do estado, algumas rodovias tem sofrido com isso. Na noite desta segunda-feira (16), o nível da água submergiu a BR-222 em Açailândia e parte do acostamento sofreu erosão na altura de Pequiá de Baixo.

A Polícia Rodoviária Federal interditou o km 660 da BR-222. A PRF interrompeu o fluxo de veículos como forma de proteger os condutores. A situação piorou na manhã desta teça-feira (17) quando o aterro da rodovia foi rompido deixando um buraco de 80 a 100 metros de extensão com cinco metros de altura.

Tocador de vídeo

00:00
00:33

Veja nota na íntegra.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informa que, devido às fortes chuvas que atingem a região, houve rompimento total da BR-222/MA na manhã desta terça-feira (17), com interdição dos dois sentidos da rodovia na altura do km 660, área urbana do município de Açailândia, local conhecido como “Rio do 40”. As equipes do DNIT já se deslocam para o local para início dos trabalhos necessários.
O grande volume de água provocou o rompimento do aterro da rodovia. A estimativa da extensão do corte da BR-222/MA neste ponto é de 80 a 100 metros, com altura de 5 metros.

Como rota de desvio, o DNIT sugere as seguintes alternativas:
Sentido – Açailândia/Santa Inês
a) seguir pela BR-010/MA até Porto Franco/MA e acessar a BR-226/MA;
b) seguir até Presidente Dutra/MA e acessar a BR-135/MA;
c) seguir até Peritoró/MA e acessar a BR-316/MA;
d) seguir até Santa Inês/MA.

Sentido- Santa Inês/Açailândia
a) seguir pela BR 316 até Peritoró e acessar a BR 135;
b) seguir até Presidente Dutra e acessar a BR 226/MA;
c) seguir até Porto Franco e acessar a BR 010/MA;
d) seguir até Açailândia.

Tocador de vídeo

00:00
00:10
Deixe Aqui Seu Comentári

BOM JARDIM – Prefeito e duas ex-prefeitas são acionados por improbidade administrativa

Promotoria de Bom JardimIrregularidades no transporte escolar municipal motivaram o Ministério Público do Maranhão a propor, na última terça-feira, 10 de março, uma Ação Civil por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Bom Jardim, Francisco Alves de Araújo, e as ex-prefeitas Malrinete dos Santos Matos (conhecida como Malrinete Gralhada) e Lidiane Leite da Silva.

 

Assinou a manifestação ministerial o promotor de justiça titular da comarca de Bom Jardim, Fábio Santos de Oliveira.

 

ENTENDA O CASO

Em 2014, a Promotoria de Justiça de Bom Jardim instaurou inquérito civil com o objetivo de fiscalizar o transporte escolar municipal. Em julho de 2014, o órgão ministerial solicitou informações sobre o serviço à então prefeita Lidiane Leite, mas não obteve resposta. A requisição foi renovada em julho de 2015 e o Município informou que possuía ônibus próprios para o transporte dos alunos.

 

Lidiane foi afastada do cargo em agosto de 2015 e Malrinete Galhada assumiu a Prefeitura de Bom Jardim, na qual ficou até dezembro de 2016. Durante a gestão de Malrinete não houve resposta aos ofícios sobre o caso enviados pela Promotoria.

 

Francisco Alves de Araújo assumiu a prefeitura em janeiro de 2017. Em maio de 2018, o órgão ministerial notificou novamente o Município para prestar informações sobre o transporte escolar. A prefeitura respondeu, no dia 25 de julho de 2018, que possuía uma frota de seis ônibus escolares.

 

Em vistoria realizada no mês de agosto de 2018, a Promotoria constatou superlotação e ausência de cintos de segurança nos ônibus. Alguns estudantes também relataram constantes atrasos que ocasionavam perda de aulas.

 

Diante das graves irregularidades na prestação de serviço de transporte escolar em Bom Jardim, o Ministério Público expediu Recomendação para que o Município adequasse sua frota de veículos. O documento foi recebido no dia 25 de setembro de 2018. A Prefeitura respondeu, no dia seguinte, que “providências já estavam sendo tomadas”.

 

Em nova vistoria, realizada 90 dias após a primeira, foi verificado que os problemas se agravaram. O órgão ministerial requisitou que a Polícia Rodoviária Federal então passasse a fiscalizar os ônibus escolares do município, mas não obteve resposta da PRF.

 

O Conselho Tutelar de Bom Jardim emitiu, em 3 de abril de 2019, um relatório no qual narrava a precariedade no transporte escolar. Informou também que pediu esclarecimentos ao secretário de Educação, mas não conseguiu êxito. Em 2 de outubro de 2019, a Prefeitura foi notificada sobre os fatos narrados no parecer do Conselho Tutelar, mas não houve resposta.

 

AUDITORIA DO TCU

Consta nos autos uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para verificar a prestação de serviços de transporte escolar em Bom Jardim no período de 2015 a 2016. Entre as irregularidades observadas, estão o extravio da documentação comprobatória da execução financeira pela administração municipal; inobservância dos princípios da legalidade e da impessoalidade em algumas das licitações e contratações promovidas pelo Município; e deficiência na prestação dos serviços de transporte escolar.

 

“Como visto, no relatório da auditoria realizada pelo TCU, as ex-gestoras Lidiane Leite e

Malrinete praticaram diversas condutas ilícitas na prestação do serviço de transporte escolar nos anos que elas estiveram à frente da Prefeitura. Por este motivo, elas estão sendo acionadas junto com o atual gestor, para a responsabilização pelas irregularidades cometidas entre os anos 2015 a 2020”, concluiu o promotor Fábio Santos de Oliveira.

 

PEDIDOS

O Ministério Público requer a condenação dos três demandados pelos atos de improbidade administrativa, cujas penalidades previstas são ressarcimento integral do dano, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três a cinco anos.

ATENÇÃO! Ibuprofeno deve ser evitado como tratamento para coronavírus

(Foto: Reprodução/Getty Images)

O uso de alguns anti-inflamatórios, como ibuprofeno e cortisona, pode piorar a doença causada pelo novo coronavírus. O alerta foi feito pelo ministro da Saúde da França, Olivier Véran, em uma publicação no Twitter, no sábado 14.

“A ingestão de anti-inflamatórios [ibuprofeno, cortisona…] pode ser um fator para agravar a infecção. Em caso de febre, tome paracetamol. Se você já está tomando medicamentos anti-inflamatórios, peça conselhos ao seu médico”, escreveu Véran, médico especializado em neurologia.

A recomendação veio no mesmo dia em que o governo francês informou que “graves efeitos adversos” relacionados ao uso de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) – a família de medicamentos que inclui o ibuprofeno – “foram identificados entre os pacientes” afetados pela Covid-19.  “Repetimos que o tratamento de febre ou dor associada à Covid-19 ou a qualquer outra doença viral respiratória deve ser paracetamol”, dizem as novas diretrizes do Ministério da Saúde da França.

O alerta foi criticado por especialistas em saúde de outros países, que citaram a falta de evidências científicas sobre a associação entre o ibuprofeno e efeitos adversos do coronavírus. Porém, um estudo publicado recentemente na renomada revista científica The Lancet mostra que medicamentos que ativam a ECA2, um receptor presente naturalmente no corpo humano, podem potencializar a ação do novo coronavírus.

Isso acontece porque o novo coronavírus usa esses receptores ECA2 para invadir as células de suas vítimas, segundo um estudo anterior publicado na revista Science. Logo, a presença de uma maior quantidade desses receptores no organismo levaria a uma potencialização da ação do vírus. Vale ressaltar que o estudo da The Lancet foi apenas observacional e não indica uma relação de causa e consequência.

Diversos estudos anteriores mostraram que o uso de anti-inflamatórios por pessoas com doenças infecciosas pode ser um risco porque eles tendem a diminuir a resposta do sistema imunológico do corpo. Um estudo publicado no BMJ mostrou que pacientes com infecções respiratórias, como tosse, resfriado e dor de garganta que receberam ibuprofeno em vez de paracetamol, tiveram maior probabilidade de sofrer doenças ou complicações graves. “Existem boas evidências científicas para o ibuprofeno agravar a condição ou prolongá-la”, disse o virologista Ian Jones, da Universidade de Reading, no Reino Unido, ao jornal The Guardian.

“Não recomendamos anti-inflamatório por causa dos efeitos colaterais”, disse o infectologista Celso Granato, diretor médico do Grupo Fleury. O paracetamol, por outro lado, seria capaz de reduzir a febre sem atrapalhar a resposta do corpo à infecção. Porém, diversos estudos também associaram o uso de paracetamol a problemas de saúde.

Vale lembrar que a recomendação do Ministério da Saúde de da França específica para o uso de ibuprofeno e outros anti-inflamatórios no tratamento de coronavírus. Quem já faz uso de ibuprofeno e outros medicamentos que aumentem receptores ECA2 não devem, em hipótese alguma, parar de tomar o medicamento por conta própria. Parar um tratamento é tão perigoso quanto a automedicação. Em caso de dúvidas, o ideal é conversar com seu médico.